terça-feira, 25 de dezembro de 2007

Regresso





Num instante, fantasias,
Cores, sonhos, prazer, festa.
Passou, como nuvens desmanteladas pelo vento.
Foi-se minha alegria,
Amigos, farras, folia.
O que sobrou? apenas lamentos.
Há um silêncio absoluto em meu ser.
Até a lembrança mais tênue me faz despertar.
Acordo. Caio em mim.
Mas, desta vez, o “cair” me levanta.
Decido. Só existe uma maneira de prosseguir: voltando.
Ensaio desculpas, algo que me faça parecer menos tolo.
Cabisbaixo, porém resoluto,
Faço o caminho de volta,
Por estradas que para mim são velhas conhecidas.
Temo. Tremo.
Não ouso fazer afirmações sobre o futuro.
Quando mais me aproximo sinto vergonha do que me tornei;
Sou apenas uma sombra pálida do homem arrogante no dia da partida.
Estou próximo, aumenta a certeza de que nunca deveria ter partido.
Parti teu coração.
Perdi-me, quando queria me encontrar.
Encontrei-me ao perceber o quanto estava perdido.
Os perfumes da tua casa me inundam com lembranças,
Retratos olfativos de um tempo em que a felicidade morava comigo,
Apesar de ser uma ilustre desconhecida para mim.
Meu coração acelera, minhas pernas trêmulas e cansadas anseiam por chegar.
Quando percebo, antes que qualquer frase me salte da boca,
Teu abraço, que me cala a voz,
Aquece a minha alma, e te ouço sussurar:
- Tu és meu filho amado !

Alex Lira

8 comentários:

Lucas disse...

É ai que vale a pena voltar ou olhar para trás...

Magnífico o poema!
É preciso muita sensibilidade para ter a ótica do ersonagem e vez do narrador da história!
Fantástico!

São por coisas assim que vele a pena estar por aqui, nesse "mundo virtual"...

paz seja contigo, mano!
Abraço forte!

Lucas.

Alex Lira disse...

Lucas, muito obrigado pela sua gentileza.

Deus te abençoe grandemente.

Adriana Rangel disse...

Ola Alex..graca e paz! meu esposo teve o prazer de lhe conhecer hoje..vim conhecer o seu blog, apesar de nao saber quando vc ira ver esse comentario..pois vi que nao atualiza a muito tempo.
Meu esposo manda um abraco! Pr Jonathan Rangel!

ANDERSON MINEIRO disse...

NOSSA!!! VC JA DEVE INMAGINAR O QUE SE PASSA PELA MINHA CABEÇA, MESMO SABENDO QUE, ESTA MARAVILHOSA POESIA TRAZ UM CONTEXTO DIFERENTE DO MEU.
GRAÇA E PAZ,AndersonMineiro(ainda tentando prosseguir)

Ewerton Cunha disse...

Graça e Paz Alex!
Estive lendo seu poema e achei muito lindo. Inspirado por Deus! Meu irmão, que Ele continue lhe usando por meio de palavras tão belas como essas para falar do seu infinito amor!!! Abraços - fica na GRAÇA AMADO!

Anja_Arcanja disse...

um dos mais belos poemas que já li... comoveu minh'alma... parabéns... bjux da anja...

Mery kitty disse...

Amei o poema, muito complexo , mas ao mesmo tempo profundo...
Me fez repensar minha vida, meu estilo de convivencia com o mundo...
bjs...

FASHION E CHIQUE disse...

Sem palavras... Sensibilidade À flor da pele.